Tempo. Era só isso que era necessário até que algum virtuoso da informática conseguisse desvirtuar o software da Nintendo Classic Mini. A facilidade com que se encontram jogos da NES na internet colocava automaticamente a ‘cabeça’ da Nintendo Classic Mini a prémio. Esse prémio está agora a ser reclamado. Por agora o método ainda é um pouco rebuscado para os utilizadores menos versados em tecnologia, mas será também uma questão de tempo até que seja tão simples como ligar a NES Classic Mini ao computador e carregar jogos pirateados. A Nintendo não vai ficar nada contente com esta ‘novidade’, pois a empresa sempre teve uma estratégia agressiva contra a pirataria de conteúdos. Mas seria de esperar um desfecho diferente para a Nintendo Classic Mini?

Bom sábado.

Hackers instalam jogos externos na Nintendo Classic Mini: A mais recente consola da Nintendo, totalmente focado no retrogaming, traz 30 jogos de origem e a empresa japonesa já disse que oficialmente estes serão os únicos suportados. Agora um grupo de hackers conseguiu criar um método que permite instalar mais jogos adicionais, sem que isso implique qualquer modificação de hardware. O método envolve sim alteração de software.
Fonte: Ars Technica




Empresa japonesa despede funcionários para apostar em inteligência artificial: Será este um vislumbre do futuro? A companhia de seguros Fukoku Mutual Life vai despedir 30 funcionários e em alternativa vai apostar em sistemas de inteligência artificial. Os computadores terão como missão encontrar as melhores soluções de pagamento para a empresa, algo que era feito pelos funcionários humanos. A empresa estima poupanças de 1,2 milhões de dólares com esta alteração.
Fonte: BBC

Mercedes também está a trabalhar com a Nvidia nos veículos autónomos: Depois de ter mostrado o seu BB-8, a Nvidia revelou que está a trabalhar com a Audi para trazer para a estrada um veículo autónomo em 2020. Agora sabe-se que a também alemã Mercedes é outra das parceiras de desenvolvimento da Nvidia. A Mercedes e a Nvidia já estão a trabalhar juntas há três anos.
Fonte: Engadget

Apple não atinge objetivos e os executivos receberam menos bónus: O iPhone não atingiu os resultados esperados em 2016, tanto em vendas como em lucros. Devido ao desempenho abaixo do esperado, os executivos da empresa viram as suas bonificações salariais cortadas. O diretor executivo, Tim Cook, foi um dos mais afetados, tendo recebido menos 1,6 milhões de dólares do que em 2015.
Fonte: Recode




Fitbit vai criar loja de aplicações ainda em 2017: A aquisição da Pebble parece ter sido estratégica nos planos que a Fitbit tem para o futuro. Ainda este ano é objetivo da empresa lançar uma loja de aplicações, baseando-se no software desenvolvido pela Pebble. Este movimento pode também querer indicar que haverá um lançamento iminente de um smartwatch por parte da empresa, justamente para tirar partido de todas essas aplicações.
Fonte: The Verge

LinkedIn em vias de extinção na Rússia: Depois da versão web ter sido bloqueada em novembro do ano passado, as autoridades russas chegaram a acordo com a Apple e a Google para que a aplicação da rede social fosse removida das lojas de aplicações. O LinkedIn recusou-se a cooperar com uma lei russa que prevê que todos os dados dos serviços que operam no país têm de ficar armazenados dentro das suas fronteiras, resultando no quase total bloqueio da plataforma na Rússia.
Fonte: The New York Times

Sem mais artigos