Quando pensa numa plataforma de vídeo online o mais provável é lembrar-se do YouTube. Este é justamente o pensamento que o Facebook não quer que tenha. Há já largos meses que a rede social tem redobrado esforços no desenvolvimento das capacidades de vídeo e ontem foram anunciadas mais algumas mudanças. Por exemplo, vai haver um modo picture-in-picture tal como o YouTube já tem. Mas há uma outra novidade que causa estranheza: os vídeos do Facebook vão reproduzir som de forma automática. Acontece que existem estudos que dizem que a esmagadora maioria das pessoas assiste a vídeos no Facebook sem som. Percebe-se que o objetivo seja chamar a atenção, mas será que o Facebook não interpreta as métricas? Elas parecem bem claras sobre aquilo que os consumidores querem. Assim pode tornar-se mais difícil conseguir alcançar o YouTube. Em sua defesa o Facebook diz que nos testes que fez este sistema de som automático foi bem recebido pelos utilizadores. Em todo o caso, será possível ativar uma definição que impede a reprodução do som por defeito.

Boa quarta-feira.

Cibercrimes lideram casos investigados pelo Ministério Público da comarca de Lisboa: Ao longo de 2016 foram registados 3.493 inquéritos de crimes relacionados com atividades digitais. Destes, 167 resultaram em acusação, tendo os restantes 3.225 sido arquivados. Os valores mostram assim que os crimes praticados na internet são cada vez mais comuns e apresentam-se com números que ultrapassam os crimes de violência doméstica e de violência fiscal.
Fonte: TSF




Apple patenteia leitor de impressões digitais embutido no ecrã: No futuro poderá não ser necessário utilizar botões especiais para a detação de impressões digitais nos dispositivos móveis. A Apple submeteu uma patente através da qual pretende utilizar díodos emissores de infravermelhos para conseguir fazer a leitura da impressão digital diretamente no ecrã. O sistema não foi originalmente concebido pelos engenheiros da Apple, mas pela empresa LuxVue, que a tecnológica acabou por comprar.
Fonte: Apple Insider

Índia coloca 104 satélites em órbita numa única missão: É um novo recorde na exploração espacial. Através do envio de um único foguetão, o PSLV-C37, a Índia conseguiu levar para a órbita terrestre 104 satélites de uma só vez. O recorde anterior pertencia à Rússia que tinha colocado em órbita 37 satélites numa única missão. Todos os satélites transportados pelo foguetão indiano são estrangeiros, com a esmagadora maioria a pertencer aos EUA.
Fonte: Times of India

Vídeos do Facebook agora vão reproduzir som de forma automática: A rede social vai implementar algumas mudanças consideráveis no seu sistema de vídeos. A mais notória é a reprodução automática de som nos vídeos – até aqui apenas os vídeos começavam a reproduzir de forma automática, mas sem som. Outras novidades incluem modo ‘ecrã cheio’ para os vídeos verticais e também um modo picture-in-picture, que permite ter um vídeo miniaturizado enquanto vai vendo outras publicações no Facebook ou mesmo quando está no ambiente de trabalho do smartphone.
Fonte: The Next Web




Rocket League ganha suporte para a PlayStation 4 Pro: É um dos videojogos mais populares desta geração de consolas e no dia 21 de fevereiro vai poder ser jogado em Ultra HD. O estúdio Psyonix diz que os jogadores podem esperar uma taxa de atualização de 60 frames por segundo em todas as arenas nos modos de um e dois jogadores, não conseguindo prometer fluidez total nos modos de jogo em que o ecrã está dividido por três e quatro jogadores.
Fonte: Engadget

Encomendas da Amazon entregues por drones podem ter paraquedas: A tecnológica norte-americana continua a estudar a melhor forma de entregar encomendas pelo ar e a mais recente patente submetida pela Amazon mostra quais as hipóteses que tem considerado. Se a propriedade intelectual for colocada em prática, então as encomendas que o drone largar poderão estar equipadas com um paraquedas que poderá ser disparado caso o drone verifique que a encomenda pode estar em perigo.
Fonte: The Verge

Sem mais artigos