Pokémon GO é sem dúvida o lançamento tecnológico do ano, mas apesar de todo o sucesso que conseguiu, há falhas que podem ser apontadas à Niantic e aos seus parceiros. A primeira foi não terem colocado a pulseira Pokémon GO Plus no mercado de forma mais célere, o que ajudou a reduzir o potencial de vendas. O segundo elemento está relacionado com a própria gestão dos pokémon lendários, que ainda não apareceram e já há criaturas de segunda geração. A terceira está relacionada com o Apple Watch. O wearable da Apple é um mercado de nicho, mas podia ajudar a puxar o entusiasmo de outros fabricantes de relógios e wearables pelo jogo. O ano está a terminar e os consumidores além de cansados pela espera, certamente vão perdendo alguma relação com o jogo. Dificilmente Pokémon GO poderia ter sido maior do que aquilo que foi, mas sem dúvida que podia ter sido gerido de forma diferente.

Bom domingo.

Pokémon GO ainda vai chegar ao Apple Watch: Nos últimos dias circularam informações na imprensa especializada que diziam que a aplicação Pokémon GO para o relógio inteligente da Apple tinha sido ‘engavetada’. A Niantic não comentou diretamente o assunto, mas usou a sua conta no Twitter para dizer que a aplicação vai chegar em breve, pedindo aos jogadores para se manterem atentos.
Fonte: 9to5 Mac




Super Mario Run alvo de críticas: Apesar dos 2,85 milhões de downloads no primeiro dia e de estimativas de receitas na casa dos cinco milhões de dólares, o jogo Super Mario Run parece não estar a convencer todos os jogadores. No momento de publicação deste resumo, a aplicação estava listada com uma classificação total de 2,5 estrelas em cinco possíveis – avaliações dadas por mais de 48 mil jogadores.
Fonte: Variety / App Store

Facebook está a testar chamadas de grupo para computador: A maior rede social do mundo continua a acrescentar novas funcionalidades e desta vez o ‘ataque’ é contra plataformas como o Skype. O Facebook Messenger para dispositivos móveis já tem a funcionalidade de chamadas de grupo, mas agora a tecnológica está a testá-las também no Messenger na versão desktop. Ainda não há informação de quando pode vir a ser disponibilizada para todos os utilizadores.
Fonte: TechCrunch

Alemanha pressiona Facebook, Google e Twitter contra discurso de ódio e notícias falsas: A Alemanha está a preparar uma legislação que pretende mitigar os conteúdos online que contêm discurso de ódio ou enquadram-se na categoria de notícias falsas. O país quer que as plataformas online tenham um gabinete de apoio sediado em solo germânico e pedem uma remoção dos conteúdos ao fim de 24 horas após a primeira denúncia. Caso o pedido não seja devidamente processado, as empresas podem enfrentar multas que vão até aos 500 mil euros.
Fonte: The Guardian

Alguém imprimiu o mapa original de The Legend of Zelda: O jogo dispensa apresentações e foram muitos os jogadores que investiram horas e horas a desbravar os diferentes níveis do primeiro título de Zelda. Agora há uma versão desse mapa impressa em 3D. O projeto foi concretizado com a ajuda de outro jogo – Minecraft – onde foram necessários seis meses para construir toda a estrutura. O design foi depois exportado para uma impressora 3D, que demorou mais 24 horas a concluir o trabalho. Mais seis horas de pintura e o trabalho ficou concluído. Imagens no link abaixo.
Fonte: Kotaku