Não há como negar, foi um dos momentos mais estranhos do evento de outubro da Microsoft. Houve quem defendesse que a Microsoft não disse nada sobre o Surface para dar ‘espaço’ para o novo Surface Studio. Mas tinha de haver algo mais. Agora talvez se saiba porquê. Na prática a tecnológica norte-americana está à espera de ter todos os componentes necessários para criar um novo tablet Surface que seja uma evolução face ao modelo anterior. Como já aqui dissemos, a Microsoft tem uma reputação a defender e a concorrência está a arrepiar caminho. O Surface 5 precisa de ser uma ‘bomba’ para continuar a liderar o segmento que criou. Até ao final de março vale a pena ficar atento no entanto ao Surface Pro 4: o tablet vai começar a receber fortes descontos e virão aí certamente boas oportunidades de investimento.

Bom fim de semana e boa passagem de ano mais logo!

Microsoft Surface Pro 5 pode chegar antes do final de março: No evento de outubro a Microsoft renovou o seu portátil e apresentou um computador all in one, mas não houve novidades relativamente ao tablet Surface Pro. Isso aconteceu porque alegadamente a tecnológica está à espera dos processadores Intel Kaby Lake para atualizar a linha Surface. O Surface Pro 5 pode chegar ainda antes do final de março e os primeiros rumores dizem que terá ecrã com resolução Ultra HD.
Fonte: Digitimes




Foxconn vai apostar forte na produção feita por robôs: A empresa que é conhecida pelo fabrico dos iPhone vai operar nos próximos anos uma grande transformação. O objetivo passa por robotizar o máximo possível a linha de produção dos equipamentos que são fabricados nas unidades da Foxconn. Isso acabará por ter um impacto negativo no número de trabalhadores humanos.
Fonte: Digitimes

Facebook compra dados sobre hábitos offline dos utilizadores: A rede social já teve a sua quota de problemas por monitorizar o movimento dos internautas pela internet e não só quando estão no Facebook. Mas a empresa gerida por Mark Zuckerberg está mesmo interessada em saber o que as pessoas fazem, incluindo quando estão longe dos seus dispositivos. O Facebook tem acordos com seis empresas nos EUA que lhe permite conhecer um pouco melhor as pessoas e os seus hábitos offline.
Fonte: ProPublica

HoloLens poderão ter funcionalidade de análise de objetos: Sem que o utilizador assim o diga, os óculos de realidade aumentada podem analisar todos os objetos que estão à sua volta e a sua posição. Assim quando o utilizador quiser saber onde estão as chaves, os óculos vão conseguir indicar o seu exato posicionamento. Esta possível funcionalidade foi conhecida através de uma patente obtida pela Microsoft.
Fonte: The Verge

Apple pode cortar produção do iPhone 7 em 10%: A marca da maçã não estará a vender tantas unidades do seu novo smartphone quanto esperava e vai ajustar os níveis de produção a essa realidade. Os cortes na casa dos 10% deverão acontecer já no início de 2017. No final de janeiro a Apple deverá apresentar os resultados do último trimestre de 2016, altura em que se saberá como está verdadeiramente o desempenho do comercial do smartphone.
Fonte: Apple Insider

Sem mais artigos