O Tizen OS sempre foi avaliado com um sistema operativo de recurso da Samsung caso o relacionamento com a Google sofresse algum contratempo. Mas a integração do software num grande conjunto de equipamentos, sobretudo em televisores, faz com que o Tizen OS deixe de ser apenas uma aposta marginal para ser um produto de proa dentro da gigante sul-coreana. Acontece que a Samsung não está a prestar a devida atenção ao Tizen e um investigador israelita descobriu várias falhas graves no sistema operativo. Aceder aos televisores mais recentes da Samsung é para Amihai Neiderman uma tarefa muito fácil de concretizar. Sabendo que a Samsung tem planos para tornar o Tizen ainda mais omnipresente, através da sua integração em frigoríficos e máquinas de lavar, talvez o melhor mesmo seja dar ao software a atenção que ele merece do ponto de vista da segurança.

Boa terça-feira.

Versão do Netflix para o Windows 10 também já suporta modo offline: Foi uma das grandes novidades do Netflix em 2016, mas na altura apenas contemplou os dispositivos iOS e Android. Agora a aplicação Windows 10 do serviço de filmes e séries por streaming também já permite descarregar conteúdos que podem ser visualizados mais tarde quando não há ligação à internet.
Fonte: The Verge




Jogos de Jak and Daxter a caminho da PlayStation 4: Foi uma das franquias que ajudou a PlayStation 2 a afirmar-se como uma das mais bem-sucedidas consolas de videojogos de sempre. Agora os quatro jogos da saga Jak and Daxter estão a caminho da PlayStation 4. Além da trilogia principal, a versão remasterizada vai incluir também o jogo Jak X: Combat Racing. A Sony Interactive Entertainment confirmou ainda que o jogo vai sofrer uma atualização gráfica para Full HD e vai suportar outras funcionalidades mais recentes, como troféus. Os quatro jogos ficarão disponíveis no final do ano.
Fonte: Polygon

Google diz que Anthony Levandowski trabalhou em projetos concorrentes mesmo antes de abandonar a empresa: Anthony Levandowski era um dos engenheiros de proa da divisão de condução autónoma da Google e é o motivo de discórdia entre a tecnológica de Mountain View e a Uber. Novos documentos sugerem que Anthony Levandowski já estaria a trabalhar em projetos paralelos e rivais aos que estava a desenvolver enquanto ainda era funcionário da Google: Odin Wave e Tyto Lidar. A Odin Wave mais tarde foi comprada pela Tyto Lidar, que por sua vez foi posteriormente comprada pela Otto, a empresa que Anthony Levandowski fundou após a sua saída da Google. Já a Otto foi comprada pela Uber no ano passado.
Fonte: TechCrunch

Investigador descobre 40 falhas de segurança graves no sistema operativo Tizen: Este é o sistema operativo que a Samsung usa para equipar os seus televisores inteligentes, os seus relógios topo de gama e ainda alguns dispositivos móveis. O investigador israelita Amihai Neiderman descobriu dezenas de falhas de segurança no sistema operativo e todas elas permitem aceder remotamente aos equipamentos, o que poderá ser especialmente grave no caso dos televisores. A Samsung já comentou oficialmente o caso a dizer que está disponível para colaborar com Amihai Neiderman na mitigação dos problemas encontrados.
Fonte: Motherboard




AOL e Yahoo vão dar origem a uma nova marca: A Verizon confirmou que vai fundir as duas empresas que comprou recentemente, a AOL e a Yahoo. Da fusão das duas tecnológicas vai surgir a marca Oath, confirmou o atual diretor executivo da AOL, Tim Armstrong. Há ainda informações que sugerem que a atual diretora executiva da Yahoo, Marissa Mayer, não vai fazer parte desta nova empresa que está a ser formada.
Fonte: The Verge / Recode

Google e fabricantes parceiros vão partilhar patentes: A Google, a Samsung, a LG, a HTC, a BQ, a Foxconn, a Coolpad e outros criaram um novo consórcio que tem como objetivo partilhar o licenciamento de propriedade intelectual. As tecnológicas juntaram-se para dar uma maior robustez ao sistema operativo Android contra possíveis processos em tribunal que acusam o software da Google da violação de patentes.
Fonte: ZDNet

Sem mais artigos