É tudo uma questão de personalidade. E cada vez que o Twitter fala numa alteração do seu serviço, parece que coloca em causa a sua própria personalidade. Em 2016 esteve em discussão a possibilidade de a rede social permitir a publicação de mensagens que vão além dos 140 caracteres – a sua imagem de marca desde o início. Agora o Twitter também está a equacionar deixar cair outro dos seus ‘bastiões’: a impossibilidade de editar as mensagens que são publicadas. Sim, de vez em quando dava jeito para podermos corrigir uma gralha que de outra forma obriga-nos a apagar a mensagem por completo. Mas sendo o Twitter associado à imediatez, permitir a alteração das mensagens pode ser afetar a parte mais valiosa do seu ADN.

Boa sexta-feira.

Twitter está a equacionar tweets editáveis: Se publicar uma mensagem na rede social com uma gralha as únicas possibilidades que tem atualmente é apagar por completo o tweet ou deixá-lo viver com o erro eternamente. Agora o diretor executivo da empresa, Jack Dorsey, confirmou que a funcionalidade de edição é algo no qual a empresa tem estado a pensar. O CEO quer saber se os utilizadores preferem uma edição que é limitada no tempo – nos primeiros dois minutos por exemplo – ou se querem uma opção de edição sempre disponível.
Fonte: The Verge




Nintendo ataca software que permitia pirataria de jogos na 3DS: Os utilizadores mais avançados da Nintendo 3DS talvez conheçam a Freeshop, uma ferramenta que pelas suas características abria a porta à pirataria de videojogos na Nintendo 3DS. A empresa japonesa foi fiel ao seu estilo e já pediu o bloqueio da página do GitHub onde o Freeshop estava disponível.
Fonte: Kotaku

Amazon recebe patente para armazéns flutuantes: É sabido que a Amazon pretende tornar a entrega por drones num dos seus principais serviços, mas a patente que foi garantida à gigante do comércio eletrónica eleva este plano a um novo patamar. Na prática a Amazon pretende ter um armazém gigante a flutuar sobre algumas cidades, com os consumidores a poderem fazer compras mediante os itens que estão em stock. As entregas e as reposições de materiais serão garantidas por uma frota de mini-drones.
Fonte: Ars Technica

Samsung Galaxy S7 deverá receber o Android 7.0 já em janeiro: Ao longo dos últimos meses a tecnológica sul-coreana tem testado versões beta do novo sistema operativo Android, mas o novo ano deverá trazer a tão aguardada atualização. A confirmar-se, a atualização acontecerá quase cinco meses depois da disponibilização original do Android 7.0 ‘Nougat’.
Fonte: Slashgear

Superbook foi adiado para junho de 2017: Foi um dos projetos que mais dinheiro conseguiu no Kickstarter – três milhões de dólares -, mas não vai cumprir a sua promessa de entrega que estava feita para fevereiro de 2017. O Superbook é um portátil apenas com ecrã e teclado, que liga-se ao smartphone para poder funcionar.
Fonte: Engadget

Sem mais artigos