Mais uma semana, mais um escândalo para o lado da Uber. Desta vez vem a público uma história na qual a empresa enganou durante algum tempo a Apple por forma a monitorizar os utilizadores do sistema operativo iOS, mesmo depois de a app da Uber ter sido desinstalada. A situação valeu à Uber um puxão de orelhas do diretor executivo da marca da maçã, Tim Cook. A reportagem publicada pelo The New York Times mostra uma vez mais que a Uber, no seu processo de crescimento, não olhou a meios para concretizar a sua visão. Mas esta história mostra também que o tamanho da Uber já lhe vale consideração junto das grandes tecnológicas, mesmo em situações questionáveis. Tivesse sido outra empresa, de menor dimensão, a fazer o que a Uber fez – teria a Apple agido da mesma forma ou bloquearia de imediato a aplicação como já vimos noutras situações?

 

Nokia 3310 pode ser mais caro do que anunciado: Quando a remasterização do Nokia 3310 foi anunciada, o preço anunciado para o equipamento foi de 49 euros. Mas parece que há lojas que querem capitalizar com a popularidade do equipamento. Em pelo menos três países o Nokia 3310 apareceu listado a custar mais do que esse valor, chegando até aos 59 euros. Na Alemanha diz-se mesmo que o equipamento pode ficar disponível já no final desta semana. A HMD Global não comentou as informações, mas veio a público desmentir a existência de uma variante 3G do telemóvel.
Fonte: GSM Arena




Pinterest vai apostar na publicidade para dizer que não é uma rede social: De acordo com o diretor executivo do Pinterest, Ben Silbermann, a plataforma tem tido dificuldade em angariar novos utilizadores pois muitos pensam ‘porquê juntar-me a outra rede social?’. É justamente este facto que vai levar o Pinterest a apostar em conteúdos publicitários que vão passar a mensagem de que a plataforma não é uma rede social. O próprio CEO usa a descrição ‘motor de busca visual’ para descrever o Pinterest.
Fonte: Engadget

Aplicação da Uber quase foi banida da App Store: É mais uma história que vem agudizar a crise de imagem que a Uber tem passado. Em 2015 o CEO da empresa de mobilidade, Travis Kalanick, foi convocado para uma reunião na Apple com Tim Cook. O motivo? A Uber continuava a rastrear os utilizadores do iOS, mesmo depois de a sua aplicação ter sido desinstalada dos equipamentos. Esta estratégia viola as regras de utilização da Apple e a Uber foi obrigada a desistir deste sistema – caso contrário, a aplicação seria retirada daquela que é uma das maiores lojas de aplicações do mundo.
Fonte: The New York Times

Xstream aposta em streaming de música de alta qualidade: O projeto Pono do músico Neil Young pode não ter corrido como planeado, mas isso não significa que o compositor canadiano esteja disposto a abandonar por completo o conceito. O projeto Pono vai agora evoluir para um serviço de streaming de música de alta qualidade chamado Xstream. De acordo com a descrição apresentada, este serviço vai funcionar de forma semelhante ao Netflix, disponibilizando ao utilizador a melhor qualidade de transmissão que a sua rede permitir naquele determinado momento.
Fonte: The Verge

China concretiza primeira missão espacial de reabastecimento: A potência asiática tem estado a fazer uma série de testes que tem comprovado a sua capacidade na indústria aeroespacial. Neste fim de semana a China concretizou a sua primeira missão de reabastecimento à estação espacial Tiangong-2. O módulo de reabastecimento foi controlado de forma remota e tem capacidade para transportar seis toneladas de materiais e outras duas toneladas de combustível.
Fonte: Reuters