Existe um grande entusiasmo relativamente aos desenvolvimentos que são feitos na área dos sistemas de condução autónoma. Mas também existe uma grande pressão. Qualquer pequena falha que estes sistemas apresentem pode significar uma maior apreensão por parte de reguladores e de consumidores. Quando o carro da Google teve o seu primeiro acidente, o caso foi amplamente escrutinado – mas com a Google a admitir a falha do veículo. Quando um carro da Tesla esteve envolvido num acidente mortal, o escrutínio foi ainda maior – foi posteriormente provado que o sistema autónomo não teve culpa. Quando o carro da Uber falhou num sinal vermelho, a empresa disse que tinha sido erro humano. Agora há uma história que diz justamente o contrário. É a palavra da Uber contra a palavra do The New York Times e até que documentos sejam revelados de forma oficial, não podem ser tiradas conclusões. Mas há um aspeto que nos parece importante: mentiras, neste sector tecnológico e nesta fase de desenvolvimento, é tudo o que o mercado não precisa. Só a transparência pode ser aliada dos desafios que existem na criação de um carro completamente autónomo.

Bom domingo.

Uber terá mentido sobre incidente com carro autónomo: Em dezembro do ano passado surgiu um vídeo que mostrava um dos carros autónomos da Uber a passar um sinal vermelho. A tecnológica foi rápida a reagir e disse na altura que o incidente deveu-se a erro humano, pois quando o carro passou o vermelho estava a ser conduzido de forma ‘analógica’. Agora uma nova reportagem deita por terra esta teoria: documentos internos da Uber e relatos de dois funcionários revelam que na altura o carro estava em modo de condução autónoma. Os mesmos documento revelam que os veículos da Uber já tinham falhado o reconhecimento de sinais importantes num total de seis ocasiões.
Fonte: The New York Times




Protótipo do iPod à venda no eBay por 99.995 dólares: Para colecionadores e entusiastas de uma determinada marca, ter acesso a equipamentos ainda em versão protótipo é sinónimo de deter parte da história dessa empresa. Um utilizador que dá pelo nome de TheAppleGuru está a vender aquele que diz ser um protótipo da primeira versão do iPod. O equipamento ainda tem placas experimentais no interior, mas apresenta-se totalmente funcional.
Fonte: 9to5Mac

Final Fantasy XV vai receber modo multijogador: O diretor da produção, Hajime Tabata, falou dos planos que a Square Enix tem para Final Fantasy XV. O primeiro DLC chega no dia 28 de março e vai focar-se na personagem Gladio. Outros dois DLC vão ser lançados e vão focar-se nas personagens Ignis e Prompto. Um outro DLC, denominado Comrades, vai trazer um modo multijogador. Hajime Tabata diz que os jogadores terão de criar o seu próprio avatar e não vão controlar qualquer personagem central da história, ainda que os acontecimentos estejam diretamente ligados com o desenrolar da narrativa.
Fonte: Polygon

Um dos módulos do Project Ara seria um pequeno aquário: A Google decidiu engavetar o Project Ara ainda antes do projeto chegar ao mercado. Mas devido ao seu conceito diferenciador, o ecossistema modular para smartphones continua a gerar grande curiosidade. Uma nova reportagem revela, por exemplo, que a Google estava disposta a criar um módulo que seria como um pequeno aquário: seria composto por líquido, alguns ursos-d’água e algas. Nos testes a equipa nunca conseguiu recriar um ambiente que lhes garantisse uma boa longevidade.
Fonte: VentureBeat

Baidu está a trabalhar em algoritmo que vai assinalar conteúdos de qualidade: A tecnológica chinesa tem apostado forte no desenvolvimento de tecnologias de inteligência artificial e agora também está a trabalhar na área dos conteúdos. Os algoritmos estão a ser treinados para identificarem a qualidade dos conteúdos, resultados estes que depois serão usados para classificar a ordem das pesquisas no seu motor de busca. A Baidu admite que identificar conteúdos de baixa qualidade é algo relativamente simples atualmente, mas que conseguir definir os critérios do que significa ‘bons conteúdos’ tem sido uma tarefa mais difícil.
Fonte: Motherboard

Sem mais artigos