É caso para dizer: mas a Yahoo tinha tantos utilizadores? De acordo com a empresa, sim. Mil milhões de contas viram os seus dados serem roubados num ataque informático em 2013. É sem dúvida alguma um dos maiores roubos informáticos da história e volta a manchar a reputação da Yahoo – em 2014 tinham sido 500 milhões os utilizadores afetados. Estas novas informações trazem de volta a ideia de que o negócio com a Verizon pode estar em risco. Os ativos da Yahoo continuam a ser valiosos, resta saber se a Verizon quer no entanto também comprar duas grandes dores de cabeça. E mais uma vez fica claro que a segurança informática é uma questão assíncrona: este ataque prova que os seus dados podem estar a ser vendidos desde 2013, mas só mais de três anos depois é que fica a saber. Assustador? No mínimo. Por isso é que é necessário um guia para o pós-ataque informático.

Boa quinta-feira.

Microsoft Edge também vai bloquear conteúdos Flash por definição: Depois de a última atualização do Google Chrome ter deixado o standard da Adobe em maus lençóis, agora é a vez da Microsoft dizer que o seu novo navegador também vai virar costas ao Flash. A Microsoft diz no entanto que não vai bloquear os conteúdos de sites que são importantes – falta dizer quais os sites. A atualização ao Edge deverá acontecer no update de primavera do Windows 10.
Fonte: The Verge




Yahoo confirma roubo de informações de mil milhões de utilizadores: O ano de 2016 tem sido um pesadelo para a Yahoo. A empresa está em vias de ser vendida à Verizon, mas a segurança informática continua a ensombrar o negócio. Depois de ter admitido que informações de 500 milhões de utilizadores tinham sido roubadas num ataque em 2014, agora a Yahoo vem reconhecer o roubo de dados de mil milhões de utilizadores num ataque em 2013, naquele que foi um dos maiores roubos informáticos de sempre.
Fonte: Engadget

Uber e Califórnia em guerra aberta: Ontem a Uber começou a recolher os seus primeiros passageiros com a ajuda de veículos autónomos em São Francisco. Tudo parecia bem até o estado da Califórnia, nos EUA, ter pedido a cessação do serviço por não estar de acordo com a lei. A Uber rebate o argumento e considera que não precisa de qualquer permissão especial para os seus veículos de condução autónoma e diz mesmo que a ação do estado da Califórnia pode atrasar a inovação.
Fonte: CNet

Steam passa a suportar nativamente o comando da PlayStation 4: O controlador da consola da Sony agora é totalmente suportado na plataforma de gaming para computadores. Os utilizadores terão à sua disposição um menu de configuração que permitirá tirar partido de todas as funcionalidades do comando, incluindo o painel sensível ao toque e também o giroscópio.
Fonte: Gamasutra




Cineastas pedem às fabricantes de câmaras funcionalidades de encriptação: Perto de 150 cineastas assinaram uma carta aberta na qual pedem às marcas Canon, Nikon, Olympus, Sony, Fuji, Kodak e Ricoh que as suas câmaras com capacidade de vídeo tenham também funcionalidades de encriptação. O objetivo é que em caso de roubo ou de arresto por parte das autoridades, não seja possível aceder aos conteúdos filmados. Esta funcionalidade também dificultaria a vida às autoridades noutras investigações – pornografia infantil por exemplo -, mas a salvaguarda da liberdade de expressão é o maior argumento do grupo.
Fonte: Wired

Hoje é dia de Super Mario Run: É já hoje, 15 de dezembro, que fica disponível para iPhone e iPad o primeiro jogo de Super Mario para dispositivos móveis. A Nintendo já confirmou que o título também vai ficar disponível para dispositivos Android, mas isso só vai acontecer em 2017. Super Mario Run é um jogo de corrida automático e os jogadores apenas terão de controlar os saltos e os momentos dos saltos da personagem. O jogo vai exigir sempre uma ligação à internet.

Sem mais artigos