As situações não estão diretamente relacionadas, mas desde a polémica que envolveu o youtuber Pew Die Pie que o YouTube tem estado sob pressão. Os criadores de conteúdos são os principais responsáveis pelas mensagens que veiculam nos seus canais, só que a Google tem de perceber que também tem um papel muito importante na gestão destes casos. A plataforma de vídeo está a falhar na gestão dos anúncios, justamente aquilo que permite ao YouTube continuar a ser o local número um para quem quer produzir vídeos de forma mais profissional. As grandes marcas estão a virar costas à Google e com alguma razão: a internet é um local vastíssimo e há mais interessados em passar as suas mensagens publicitárias sem a associação a discursos de ódio. A Google precisa de corrigir esta situação o quanto antes sob pena de perder a confiança de alguns dos seus mais importantes parceiros. Porque depois de perder o dinheiro, começa a perder os criadores.

Bom fim de semana.

YouTube está a perder anunciantes importantes por causa dos conteúdos de alguns vídeos: A PepsiCo, a Wal-Mart e a Dish Network estão entre as mais recentes empresas que decidiram retirar os seus anúncios do YouTube. A plataforma de vídeos da Google está a sofrer um boicote dos anunciantes pois algumas das suas campanhas estão a ser associadas a vídeos que contêm discursos de ódio. AT&T, Verizon, McDonald’s, Audi e Toyota são outros nomes grandes que já decidiram retirar os seus anúncios do YouTube. Além de afetar diretamente o negócio do YouTube, estas decisões podem acabar por prejudicar toda a rede de anúncios da Google.
Fonte: The Wall Street Journal / The Verge




Elon Musk mostra primeiras imagens do Model 3 em testes: O muito aguardado veículo elétrico da Tesla é apontado como um ponto de viragem para o segmento dos carros elétricos. O Model 3 só começa a ser produzido em escala a partir de julho e deverá chegar às mãos dos primeiros clientes no final do ano. O desenvolvimento do veículo parece estar bem encaminhado, com o diretor executivo da Tesla a mostrar um curto vídeo daquele que é o primeiro teste visível do Model 3 fora da fábrica.
Fonte: Engadget

ANACOM obriga operadores de telecomunicações a corrigirem contratos com clientes: No ano passado os quatro principais operadores de telecomunicações – MEO, NOS, Vodafone, Nowo – aumentaram os preços dos seus serviços e, de acordo com a ANACOM, não respeitaram a nova lei das comunicações. Os operadores deviam ter dado a hipótese aos clientes de rescindirem os contratos, devido às alterações do valor dos serviços. Agora a ANACOM quer que os operadores corrijam a situação de duas formas: concedem um período no qual o utilizador pode optar pela rescisão; ou voltam a aplicar ao cliente o valor do contrato que estava em vigor antes da renegociação. Os operadores têm até ao dia 5 de abril para contestar a decisão.
Fonte: Público

Samsung vai ‘matar’ unidades não devolvidas do Galaxy Note 7: Já passaram vários meses desde a polémica do Note 7 e a Samsung ainda não conseguiu limpar o problema de vez – continuam a existir unidades do smartphone nas mãos dos utilizadores. Para evitar futuras dores de cabeça, a Samsung vai emitir uma atualização de software que vai impedir os smartphones de carregarem. Quer isto dizer que depois desta atualização quando a bateria do dispositivo terminar, os Note 7 vão desligar de vez. O plano não é perfeito, pois a instalação de uma ROM alternativa pode resolver o problema – mas a Samsung está a tentar de tudo do seu lado para que os Galaxy Note 7 não a voltem a ensombrar no futuro.
Fonte: The Korea Herald

Salt and Sanctuary lançado para a PlayStation Vita na próxima semana: Aqui tem mais uma razão para desenferrujar a sua PS Vita. O jogo independente Salt and Sanctuary, muito bem recebido pela crítica aquando do seu lançamento na PlayStation 4, está finalmente a caminho da consola portátil. No dia 28 de março os utilizadores da PlayStation Vita vão ter à sua disposição aquele que é apelidado de ‘Dark Souls 2D’, devido ao estilo do jogo e ao seu nível de dificuldade.
Fonte: Eurogamer