Apesar de ter produzido séries e filmes próprios, o YouTube deixou claro desde o início que o seu objetivo não era concorrer com o Netflix ou o Amazon Prime Video. O YouTube está mais do que nunca comprometido com esta visão. Para a segunda temporada do YouTube Red – um serviço de subscrição que dá acesso às produções próprias do YouTube – a empresa vai diversificar as estrelas dos programas para também chegar a uma audiência maior. Se na primeira temporada apostou na prata da casa, isto é, nos youtubers, na segunda temporada vamos ter produções com a cantora Katy Perry e com a apresentadora Ellen DeGeneres. E vai haver uma alteração importante – algumas destas produções vão estar acessíveis a todos através da integração de anúncios.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Google vai apostar em vídeos de 180º para a realidade virtual: A tecnológica está a trabalhar numa nova iniciativa que deixa os vídeos totalmente imersivos – as gravações em 360º – de parte e aposta em vídeos parcialmente imersivos. Os vídeos em 180º quando vistos num smartphone são vídeos ‘normais’, mas quando vistos num equipamento VR ganham algum sentido de imersão. A LG, a Lenovo e a Yi já estão a criar câmaras que vão captar vídeos segundo o standard VR180 desenvolvido pela Google. Os primeiros equipamentos deverão ser lançados ainda em 2017.
Fonte: TechCrunch

YouTube tem 1,5 mil milhões de utilizadores mensais: Está a decorrer mais uma VidCon e o YouTube é claramente uma das plataformas em destaque. No arranque do evento foi revelado um novo número de utilizadores mensais, com o YouTube a revelar também detalhes sobre a sua iniciativa Red. As séries e filmes originais do YouTube conseguiram 250 milhões de visualizações na primeira temporada, com a subsidiária da Google a antecipar um maior sucesso para a segunda temporada fruto da maior abrangência de conteúdos que vai ter.
Fonte: The Verge

Tesla estará a considerar criar o seu próprio serviço de música por streaming: A fabricante de automóveis elétricos já terá falado com as principais editoras de música tendo em vista a criação do seu próprio serviço de distribuição. A ideia será, segundo as informações apuradas, disponibilizar este serviço integrado diretamente no veículo. A Tesla disse que quer que os seus clientes ouçam o que quiserem, quando quiserem, o que pode ser uma referência à questão dos exclusivos que existem em serviços como o Spotify e o Apple Music.
Fonte: Recode

Mais de mil funcionários já pedem o regresso de Travis Kalanick à Uber: Foi uma das ‘bombas’ da semana, a demissão de Travis Kalanick do cargo de diretor executivo da tecnológica. Mas parece que nem todos estão satisfeitos com a demissão. Mais de 1.100 funcionários da Uber enviaram uma carta aberta à administração da empresa a pedir o regresso de Kalanick. O documento destaca a paixão e dedicação de Travis Kalanick e pede que o fundador da Uber ocupe um lugar operacional na empresa – ou seja, não necessariamente o cargo de CEO.
Fonte: Axios

Angela Merkel vai abrir a Gamescom 2017: A chanceler alemã já participou na sessão de abertura de outros shows tecnológicos que decorrem em solo alemão, como a CeBit e a IFA. Esta será no entanto a primeira vez que Angela Merkel vai abrir a Gamescom 2017, um evento dedicado aos videojogos. Na imprensa internacional este ‘detalhe’ está a ser visto como um claro sinal dos tempos, um que revela o grande poder e interesse económico que existe no segmento dos videojogos.
Fonte: Polygon

Neste dia, no ano passado, foi assimInstagram agora traduz publicações e falamos da Hasselblad X1D, a câmara do momento