Durita Dahl Andreassen tornou-se num nome conhecido no mundo da internet depois de ter iniciado uma iniciativa pouco comum: colocou câmaras com capacidade de gravação em 360º às costas de ovelhas para mapear as Ilhas Faroé. O projeto conhecido como Sheep View tinha também uma vertente de apelo: pedir à Google que tomasse o seu ‘lugar de direito’ e ajudasse a mapear as ilhas para o Google Street View.

O apelo foi ouvido do lado da tecnológica e recentemente a Google enviou para a ilha várias câmaras de gravação em 360º, uma equipa e ainda uma mochila de Trekker – equipada com 15 câmaras para captação de conteúdos imersivos.



Agora os habitantes das Ilhas Faroé podem dirigir-se até ao departamento de turismo da região, pedir as câmaras emprestadas e ajudarem eles próprios a mapear a região.

Além disso a empresa Atlantic Airways também vai emprestar câmaras a todos os turistas que forem visitar as ilhas e estiverem dispostos a dar uma ajuda.

A Google diz numa publicação no seu blogue que achou o projeto de Durita Dahl Andreassen “brilhante” – não só pelo facto de as ilhas terem mais ovelhas do que habitantes, mas também por ter usado um sistema de energia solar para ‘alimentar’ as gravações feitas pelos animais.