Enquanto todos os outros grandes fabricantes de smartphones preocupavam-se em colocar os seus novos dispositivos nas mãos dos participantes do Mobile World Congress, a Sony Mobile decidiu seguir uma estratégia contrária. O seu topo de gama, o Xperia XZ Premium, foi posicionado como um dos smartphones mais exclusivos do evento. Tão exclusivo que as pessoas só podiam olhar e não tocar no equipamento.

Tivemos a oportunidade de mexer num Xperia XZ Premium, mas com ele desligado. Os responsáveis da Sony disseram que o software apresentava alguns bugs e que a empresa preferia evitar um contacto com o equipamento nesse estado.




Mexer num smartphone desligado só tem valor para perceber como são os seus materiais de construção. O Sony Xperia XZ Premium é um smartphone massivo, de grandes dimensões e com um corpo cheio de robustez. Tal como já era apanágio da gama Xperia Z, as linhas do XZ Premium são grosseiras, mas isso não significa que o smartphone não seja requintado. Bem pelo contrário.

A construção envidraçada e espelhada que o dispositivo apresenta remete-nos para o Xperia Z5 Premium, um dos melhores smartphones apresentados em 2015. Se o look and feel premium está de facto todo lá, também há alguns problemas associados a esta escolha visual.

O maior de todos é a sujidade. Tivemos de estar constantemente a limpar o smartphone para a captação de algumas fotografias, pois cada toque com o dedo fica gravado no equipamento, sobretudo no vidro traseiro. O Xperia XZ Premium, seja na sua cor prateada, seja também na versão em preto, é um verdadeiro íman de impressões digitais, o que acaba por contrastar de forma negativa com o restante aspeto do equipamento.

O Sony Xperia XZ Premium não é um smartphone ‘magro’, nem na espessura, nem no peso. Por outro lado, isto significa que o equipamento tem uma maior presença na mão do utilizador e também vai transmitir uma maior sensação de robustez.

Mas na área do aspeto e da qualidade de construção o Xperia XZ Premium não estava sozinho na luta pelo título de equipamento mais interessante: o LG G6, o NOA H10le e o Gionee M2017 também apresentaram-se muito fortes neste ponto de análise.

O que coloca o Xperia XZ Premium à parte de todos os outros dispositivos é a integração de três características únicas: o ecrã 4K HDR; o sensor fotográfico capaz de gravar vídeo em Super Slow Motion; e o facto de ser um dos primeiros smartphones capaz de atingir velocidades de 1 Gigabit por segundo em 4G.

Começando pelo ecrã: simplesmente soberbo. A Sony tinha um painel em exposição com vários Xperia XZ Premium em modo horizontal e a reproduzir vídeos do Netflix e do Amazon Prime. O detalhe dos conteúdos era impressionante, mas era a riqueza das cores que mais chamava a atenção.

O suporte para conteúdos em High Dynamic Range faz toda a diferença em termos de impacto visual. Quando testámos o Xperia Z5 Premium, na altura já com ecrã 4K, dissemos que era difícil perceber as reais vantagens entre aquela resolução e a resolução 2K que é mais tradicional noutros smartphones.

Com a incorporação da tecnologia HDR, parece-nos que o ecrã 4K ganha outro propósito. Vai continuar a ser difícil ver qualquer pixel que seja no ecrã, mas as cores mais reais e mais saturadas ajudam a puxar pela definição dos conteúdos. Isto é visivelmente notório em vídeos e imagens mais coloridos.

Sony Xperia XZ Premium

Passámos alguns minutos a apreciar o ecrã do Xperia XZ Premium e ele é arrebatador no consumo de conteúdos multimédia. Resta saber como se comporta nas restantes tarefas do smartphone – não que seja expectável uma perda de qualidade, é mais no sentido de perceber se se justifica tanta qualidade.

Passando depois para o modo de gravação em Super Slow Motion: e-s-p-e-t-a-c-u-la-r. Se os vídeos em câmara lenta já são de encher o olho, as produções em Super Slow Motion são uma maravilha para quem gosta de apreciar todos os pormenores.

Uma vez mais não podemos testar esta funcionalidade pelas nossas próprias mãos, mas pedimos a três funcionários da Sony que mostrassem, in loco e em direto, as capacidades de gravação do equipamento em situações distintas. Aqui fica um exemplo que mostra como é o resultado final.

Assim que o utilizador começa a gravar um vídeo em modo Super Slow Motion existe um botão que quando pressionado vai registar 960 frames num segundo. É esta grande contagem de registos fotográficos que permite depois ver partes do vídeo com grande detalhe e em super-câmara lenta.

O funcionário da Sony disse que não é possível gravar todo o vídeo em Super Slow Motion pois caso contrário seria preciso uma grande quantidade de armazenamento para o equipamento conseguir ter memória para os milhares e milhares de fotogramas que seriam registados.

Mesmo que o Super Slow Motion só seja visível em determinados momentos da gravação, é fácil de imaginar os vídeos de grande qualidade que vão começar a surgir nas redes sociais por parte de quem comprar um Xperia XZ Premium. Até uma simples torneira a pingar pode tornar-se num motivo suficiente para criar um vídeo visualmente apelativo e com aspeto profissional.

Por último destaca-se a capacidade para atingir velocidades de acesso à internet móvel na casa dos 1Gbps. Isto acontece pois o Xperia XZ Premium virá equipado com o processador Snapdragon 835, o mais potente até à data que existe para smartphones. Devido às melhorias de processamento e eficiência do chip, e também devido ao suporte de antenas de melhor qualidade, o Xperia XZ Premium pode em teoria atingir até 1Gbps nos acessos à internet.

Sony Xperia XZ Premium

Se esta é uma característica que por agora não vai ter qualquer impacto, devido à falta de redes que já ofereçam esta velocidade de débito, o Xperia XZ Premium acaba por ser uma aposta de médio prazo. Antes de chegarem as tão aguardadas redes 5G, o mercado da internet móvel vai evoluir para aquilo que se chama de redes 4,5G, isto é, um estado no qual os operadores vão otimizar ao máximo as infraestruturas da rede móvel que existem atualmente.

Estes três elementos que destacámos ao longo dos últimos parágrafos contribuíram para que o júri oficial do Mobile World Congress escolhesse o Sony Xperia XZ Premium como o melhor novo smartphone do certame. Pelo que podemos ver – e não experimentar -, o dispositivo da tecnológica japonesa promete e muito, perfilando-se sem dúvida como um dos equipamentos mais aguardados do ano.

O Sony Xperia XZ Premium ainda não tem um preço definido e de acordo com informação oficial da marca só deverá ficar disponível no mercado no final da primavera.

Mobile World Congress 2017

Sem mais artigos