A plataforma Open Source Virtual Reality (OSVR) liderada pela Razer e pela Sensics, está a tentar afirmar-se como a terceira grande força no segmento da realidade virtual de gama alta. Apesar da versão de consumo dos OSVR ainda não estar disponível, já existem duas versões de desenvolvimento que estão nas mãos dos programadores.

O reconhecimento da importância da plataforma vem da Steam, a maior loja online de videojogos. Até aqui o mercado online colocava um símbolo dos Oculus Rift e dos HTC Vive junto de cada jogo compatível. Daqui em diante também os OSVR terão o seu próprio símbolo de compatibilidade, explica o Gamasutra.



OSVR

A Steam diz que atualmente são perto de 200 as experiências de realidade virtual que são compatíveis com os dispositivos OSVR e que o número vai aumentar de dia para dia à medida que mais estúdios e programadores certificam os seus jogos para estes óculos de realidade virtual.

“Este é o primeiro dispositivo que adicionamos desde a primavera quando os Oculus Rift e os HTC Vive lançaram na Steam e este não vai ser o último dispositivo suportado. À medida que a indústria continua a crescer, a mudar e a experimentar, a Steam será o lugar onde vais experimentar os conteúdos mais recentes de realidade virtual”, lê-se num anúncio feito na Steam.

A versão mais recente dos OSVR é denominada de Hacker Kit 2, vem equipada com dois painéis OLED com uma resolução combinada de 2.160×1.200 píxeis [1.080×1.200p por cada olho]. Os ecrãs garantem ainda uma taxa de atualização de 90Hz e um campo de visualização de 110º.

Estas especificações colocam os OSVR próximos dos dispositivos concorrentes em termos de tecnologia de visualização, sendo que o preço é no entanto mais acessível: o kit de desenvolvimento custa perto de 360 euros.