Durante dois anos tornou-se numa raridade entre os videojogos desenvolvidos em Portugal: Super Arrebenta Manos foi um jogo que só esteve acessível em eventos ligados à temática do gaming. Ou seja, por muito que ouvisse falar e por muito que quisesse experimentar, era necessário participar numa Comic Con Portugal, numa Lisboa Games Week ou num 4Gamers para deitar as mãos a Super Arrebenta Manos.

Agora isso mudou: Super Arrebenta Manos já pode ser descarregado gratuitamente para jogar no seu computador. O título está disponível na plataforma Itch.io.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Super Arrebenta Manos ganhou fama entre a comunidade de programadores e jogadores em Portugal por ser um jogo de homenagem a outros videojogos portugueses e ao clássico Super Smash Bros. da Nintendo. É um jogo de luta multijogador no qual podemos jogar com o mercenário Bob, de Greedy Guns, com o Assassino, de Quest of Dungeons, ou com a bruxa Agnes, de SmashTime, entre outros.

José Castanheira é a pessoa que está por trás da criação de Super Arrebenta Manos, que contempla referências a um total de 21 videojogos portugueses, entre personagens principais, personagens de apoio e cenários. Em certa medida Super Arrebenta Manos, enquanto projeto independente, também funciona como uma ferramenta de marketing para outros estúdios e para outros criadores.

Leia também: Super Smash Bros. à portuguesa

“Adoro Super Smash Bros. e estava num nível mais avançado, em que já estudava estratégias e assim. Como já desenvolvia jogos, sempre tive aquela curiosidade de fazer um jogo de luta que tivesse personagens completamente diferentes umas das outras”, disse José Castanheira numa entrevista ao FUTURE BEHIND em maio.

Uma das questões que se coloca imediatamente é a da propriedade intelectual, algo que José Castanheira deixa bem explícito na descrição do seu projeto: “Atenção, toda a propriedade intelectual incluída no jogo tem o consentimento dos respetivos proprietários. Este é um ‘jogo de fã’”.

Leia também: Cinco videojogos portugueses para manter debaixo de olho

Quem descarregar o jogo vai receber ao mesmo tempo um ficheiro PDF que ajuda a enquadrar as referências a outros videojogos portugueses que serão encontradas quando estiver a jogar Super Arrebenta Manos. Isto também é importante, pois são feitas referências a criações de estúdios que atualmente já não estão em atividade.

José Castanheira chama a atenção para a existência de “vários bugs inesperados”, isto porque o jogo nunca foi desenvolvido com o intuito de ser um produto comercial, mas apenas uma demonstração para ser feita em eventos portugueses de videojogos. Num documento anexo ao download do jogo ficamos ainda a saber que “o jogo não irá ter atualizações de futuro”.

Ainda assim, José Castanheira espera que todos “se divirtam com o que ele é agora”.

Banner Patreon Future Behind

Sem mais artigos