n-si7xYDc2E

O que devemos esperar de um televisor topo de gama? A melhor resolução, suporte para as tecnologias em tendência, o painel de melhor qualidade – se possível OLED -, um tamanho generoso e ainda um je ne sais quoi que vai colocar o equipamento numa categoria à parta das restantes TVs.

O Philips 901F, apresentado pela empresa-mãe TP-Vision na IFA 2016, tem tudo isto. O televisor apresenta-se com um ecrã de 55 polegadas, resolução de 3.840×2.160 píxeis e suporte para tecnologia de grande dinâmica de cores (HDR). É o primeiro modelo da marca a integrar um painel OLED, tecnologia que atualmente garante a melhor reprodução de pretos e melhora drasticamente todo o contraste de cores no televisor.




A juntar a tudo isto a Philips colocou ainda no modelo 910F a sua tecnologia proprietária Ambilight. E é aqui que o televisor ganha toda uma nova dimensão. Este sistema consiste em três faixas de iluminação LED que estão colocadas na parte traseira do televisor para produzir um efeito vibrante:

Philips 901F

O sistema de iluminação é dinâmico e adapta-se às cores que estão a ser reproduzidas no televisor. O objetivo é fazer com que a imagem consiga ‘sair’ um pouco do televisor para as paredes da casa, criando um ambiente mais mais imersivo e também mais amigável para os níveis de cansaço dos olhos.

A marca revelou ter um sistema de reprodução de cores de 17-bit no modelo 910F, o que deverá garantir a reprodução de 2,2 biliões de cores, uma, senão a maior, palete de reprodução de cores num televisor comercial.

Além de cumprir os principais requisitos na perspetiva visual, o televisor vem ainda equipado com um sistema de som de 30 watts, embutido numa faixa de alumínio e composto por seis colunas diferentes. Pode não ter o mesmo apelo visual de uma Beoviosion 14, mas o requinte e a sensação de avanço tecnológico, garantido sobretudo pela espessura muito reduzida, estão lá.

Já o sistema operativo fica a cargo do Android TV, o que lhe garante acesso a um alargado ecossistema de aplicações nativas para o televisor.

A TP-Vision não revelou o preço nem a data de chegada para este televisor. E sobretudo o preço pode – e deverá ser – o factor pelo qual este televisor tem ‘quase’ tudo o que seria desejável. O Philips 901F vai ser certamente um dos modelos mais avançados e completos na área da reprodução multimédia, pelo que será de esperar um preço na casa dos vários milhares de euros.

Sem mais artigos