Trust GXT 1323 Altus

Headset Trust GXT 1323 Altus – Análise

Com uma gama enorme de equipamentos já existentes para PC e consolas, os Trust GXT 1323 Altus aparece como uma adição ao catálogo da Trust em gamas baixas, mais acessíveis aos bolsos. No entanto, ser acessível para o bolso do consumidor por vezes significa que se cortam algumas opções importantes hoje em dia para um headset de gaming, nomeadamente opções de qualidade de vida e de áudio.

Segue o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

A morfologia e o chassi em si são o habitual neste tipo de headset, sentimos que é substancial e assenta bem na cabeça sem que seja pesado ou que incomode, e a parte angular dos auscultadores fazem sentir que o peso está bem distribuído. O que este design traz de desafio é que o equipamento não é dobrável e não pode ser arrumado num sítio compacto, que pode dificultar para quem tem falta de espaço no seu setup ou se o quiser levar em viagens.

.

O headset apenas tem dois “botões” físicos para ajuste de volume e de mute (no ajuste de volume nem é um botão, é uma roda, algo que está em desuso) e ambos estão por trás do auscultador esquerdo que facilita o seu acesso, mas, em simultâneo, ficamos a pensar, já que são apenas com fio e não wireless, porque é que essa opção de volume e mute não está no cabo. Esse cabo tem um jack de 3.5mm o que faz que os Trust GXT 1323 Altus funcione bem com a maioria dos comandos e setups de PC.

Para os jogadores de PC, dentro da caixa traz uma extensão de cabo em Y o que faz que possam ter mais opções de entrada de áudio.

Cómodo e confortável

O material do headset é de plástico muito leve, mas no interior do arco da cabeça e nos auscultadores é que sentimos a diferença no conforto. Feito de tecido e não de napa (que quando o material vai envelhecendo ficamos com bocados esfarrapados em todo o lado), e assentam muito bem em nós, o material é tipo rede muito fina e permite o respirar do tecido. Claro que o conforto depende da maneira de cada um usar o equipamento, mas os auscultadores são enormes.

Áudio competente, mas sem brilho

A qualidade de áudio não é a melhor, mas notamos claramente a diferença se subirmos a categoria de preço neste mercado. O bass mal se nota e nas frequências mais baixas sentimos falta do embate que um bom bass nos dá e não sentimos distorção nenhuma. Não suporta 3D audio, é apenas stereo e não tem cancelamento de ruído.

Segue o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

O microfone está como é costume junto ao auscultador esquerdo e tem um cabo versátil que pode ser dobrado e ajustado com facilidade também porque é impossível de o retirar ou retrair. Passa um bom áudio para os nossos companheiros de multiplayer e ao gravar apenas áudio num podcast, por exemplo, notamos que faz o seu trabalho.

patreon

Considerações finais

O Trust GXT 1323 Altus pode ficar aquém em algumas coisas que achamos importantes hoje em dia, mas faz o seu trabalho e é competente no que faz dentro da sua gama. Só a sua performance áudio não lhe faz justiça, mas todo o pacote sim, aliado ao baixo preço que tem. É um headset de pequeno orçamento e não nos podemos esquecer disso. Este mercado tem muita abundância de produtos, mas acreditamos que mesmo dentro desta tendência, a Trust entregou ao cliente, o básico, mas ao seu melhor.

Segue o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram


+ Não notámos distorção
+ Muito confortável
+ Para o seu preço é um headset muito acessível para gaming

– Qualidade do material deixa a desejar
– Sem mais opções de áudio

N.R.: A análise aos Trust GXT 1323 Altus foi realizada com acesso a uma unidade gentilmente cedida pela Trust Portugal