O conceito tinha sido apresentado durante o Mobile World Congress, em fevereiro, mas só agora chega a Portugal. Na prática a Alcatel faz algo muito simples, mas que não deixa de ser perspicaz: a caixa na qual vêm os seus novos smartphones, os Idol 4 e Idol 4s, são também uns óculos de realidade virtual.

O processo de aprendizagem é simples: basta retirar a tampa inferior da caixa, colocar os elásticos, abrir a tampa frontal e virar o smartphone com o ecrã para o utilizador. Et voilà, já tem um sistema de realidade virtual.

Durante a apresentação dos novos equipamentos que decorreu hoje, 22 de junho, em Lisboa, o gestor de vendas da Alcatel para Portugal, Tiago Sá, referiu mesmo que a conjugação do conceito de realidade virtual com estes equipamentos não é apenas uma ‘brincadeira’, sendo antes uma aposta séria da empresa.

“A realidade virtual é o que nos distingue neste novo modelo. Acreditamos que o boom desta tecnologia vai ser nos equipamentos móveis”, referiu o porta-voz da empresa. Serão de facto estas apostas na realidade virtual móvel – assim como os Gear VR ou os Smart Talk VR – que ajudarão a aproximar as pessoas desta nova forma de consumir conteúdos.



Ao disponibilizar uns óculos de realidade virtual de origem a Alcatel está a baixar o nível de fricção com o utilizador – não precisam de ir à procura de uns óculos, eles já ali estão. A Samsung também fez este ano uma maior força relativamente aos Gear VR oferecendo o gadget durante a compra dos seus Galaxy S7, mas apenas durante um período promocional.

“Queremos democratizar a realidade virtual, fazendo chegar a última grande inovação aos consumidores”, defendeu posteriormente Tiago Sá na apresentação.

Não seria de estranhar que mais empresas seguissem o caminho da Alcatel no empacotamento dos smartphones. Aliás, era uma alteração muito bem-vinda: seria da maneira que mais equipamentos de realidade virtual seriam colocados no mercado e seria também uma forma de rentabilizar a caixa dos equipamentos que muitas vezes ficam esquecidas lá numa gaveta.

Claro que há aqui a considerar a questão da qualidade: pela rápida experiência que tivemos hoje com os óculos da Alcatel parecem-nos em linha com aquilo que foi garantido pelos Smart Talk VR, mas em breve teremos uma análise que dará melhor conta deste ponto de vista. Ainda assim a ideia é garantir uma experiência de VR que seja acima de tudo acessível e que permita demonstrar as potencialidades da tecnologia, não tornar a caixa um equipamento de gama alta de VR.

Para firmar ainda mais esta aposta no segmento da realidade virtual a Alcatel diz ser um dos dois fabricantes que neste momento já estão certificados como parceiros para a iniciativa Google Daydream, aquela que vai transformar o sistema operativo Android na próxima etapa evolutiva da VR móvel.

Tiago Sá quase garantiu – quase pois não depende só da Alcatel – que os novos Idol 4 e Idol 4s serão equipamentos compatíveis com a iniciativa Google Daydream, mas isto apenas depois de os smartphones receberem no futuro a respetiva atualização para o Android ‘N’. Ainda assim pode funcionar como um ponto de interesse ao nível de investimento para os consumidores.

Além da questão do hardware, a Alcatel também garante de início algum software. Ao todo são três vídeos, uma imagem panorâmica e também um videojogo, todos eles pensados para serem consumidos em realidade virtual. De referir ainda que uma das funcionalidades dos novos Idol 4, a nível de fotografia, é a possibilidade de serem captadas fotografias em 360º para posterior consumo nos óculos de realidade virtual.

A Alcatel ‘protege a sua dama’ ao garantir que os óculos de realidade virtual só são compatíveis com os smartphones da marca: a caixa do Idol 4 só funciona com o Idol 4 e a do Idol 4s apenas com o Idol 4s.

Os dois equipamentos estão disponíveis a partir de hoje no mercado português.

Idol 4

Ecrã: 5,2 polegadas

Painel: IPS
Resolução: 1.920 x 1.080 píxeis

Densidade de píxeis: 424 ppi

Rácio de tamanho: 69,9%
Processador: Snapdragon 617 octa-core [4x1,7 GHz + 4x1,4 GHz]
Unidade gráfica: Adreno 405
Armazenamento: 16 GB
RAM: 2 GB
Sensor fotográfico: 13 megapíxeis
Abertura: f/2.0
Estabilizador de imagem: Não
Qualidade do vídeo: Full HD [1.080p]
Bateria: 2-600 mAh
Bateria removível: Não
USB: microUSB
Cartão microSD: Sim
Leitor de impressões digitais: Não
Altura: 14,70 cm
Largura: 7,25 cm
Espessura: 0,71 cm
Peso: 135 gramas
Android: 6.0.1 'Marshmallow'


PREÇO299,99 euros

Idol 4s

Ecrã: 5,5 polegadas

Painel: AMOLED
Resolução: 2.560 x 1.440 píxeis

Densidade de píxeis: 534 ppi

Rácio de tamanho: 71,9%
Processador: Snapdragon 652 octa-core [4x1,8 GHz + 4x1,4 GHz]
Unidade gráfica: Adreno 510
Armazenamento: 32 GB
RAM: 3 GB
Sensor fotográfico: 16 megapíxeis
Abertura: f/2.0
Estabilizador de imagem: Não
Qualidade do vídeo: 4K [2.160p]
Bateria: 3.000 mAh
Bateria removível: Não
USB: microUSB
Cartão microSD: Sim
Leitor de impressões digitais: Não
Altura: 15,39 cm
Largura: 7,54 cm
Espessura: 0,70 cm
Peso: 149 gramas
Android: 6.0.1 'Marshmallow'


PREÇO: 499,99 euros