As palavras são do diretor-executivo do Web Summit, Paddy Cosgrave, e foram ditas durante o evento de abertura do maior evento de empreendedorismo do mundo.

“Há seis anos quando começámos o Web Summit apenas 400 pessoas apareceram. Agora temos mais de 53 mil pessoas de 167 países. Obrigado a todas as pessoas que viajaram de todos os cantos do mundo para estarem aqui esta tarde”.




Esta é a primeira vez do evento em Lisboa e a primeira vez fora do seu país-natal, a Irlanda. Mas Paddy Cosgrave parece estar confiante com a mudança. “Há algo de verdadeiramente único a acontecer em Lisboa neste momento e estamos bastante satisfeitos por estarmos aqui”, defendeu o CEO.

Paddy Cosgrave teve a companhia do primeiro-ministro português, António Costa, na cerimónia de abertura do evento. O CEO do Web Summit perguntou a António Costa o que queria que os mais de 53 mil participantes levassem de Portugal.

“Quero que eles se lembrem de Portugal como um país dinâmico, progressivo e um país aberto ao negócio”, respondeu o primeiro-ministro.

“Durante estes próximos dias Lisboa vai ser a capital mundial do empreendedorismo, o lugar onde todas as questões relevantes relacionadas com o empreendedorismo serão discutidas, onde os mais importantes stakeholders vão estar”, salientou António Costa.

O primeiro-ministro considerou que o empreendedorismo é vital para a renovação do tecido empresarial português e que a consequência direta desta melhoria será um aumento na qualidade de vida das pessoas.

“Queremos aproveitar o Web Summit para desenvolvermos as nossas politicas públicas de apoio ao empreendedorismo. O Web Summit é uma ótima oportunidade para abrir portas a parceiros, investidores, para alargar o ecossistema”.

“Espero que terminem esta semana a querer voltar, a querer trabalhar e a investir em Portugal”, disse António Costa para depois acrescentar:

“Bem-vindos a Lisboa”.

Sem mais artigos