Sejamos sinceros: era uma questão de tempo até que surgisse um serviço que segue a lógica do Tinder, mas que é dedicado para animais. Este é em linhas gerais o conceito da Lemur, uma aplicação que está a ser desenvolvida por uma startup russa com o mesmo nome.

Ao fazer o registo o utilizador deve colocar uma fotografia do animal, mas também uma sua. Quando encontra outros utilizadores é a imagem do cão, do gato ou do pássaro que fica em destaque, havendo apenas lugar para a cara da pessoa num pequeno quadrado do lado direito.




O funcionamento é exatamente como o do Tinder: deslize a imagem para a esquerda se não gostou do que viu, deslize para a direita se o animal lhe pareceu interessante. Para o caso de achar interessante um animal que também achou o seu amigo de estimação interessante, então dá-se o match.

No caso da aplicação russa o match tem um nome específico: L’amour. Quando acontece este cruzamento de vontades a aplicação desbloqueia um sistema de messaging que permite aos donos trocarem mensagens sobre os seus animais.

Um dos aspetos diferenciadores da aplicação é que há a possibilidade de o utilizador definir alguns critérios de pesquisa para reduzir o perfil de animais que surgem no sistema de sugestões. A ideia é que as pessoas possam usar a Lemur também como uma plataforma para encontrar parceiros de acasalamento e procriação para os seus animais.

Outra funcionalidade em destaque é um sistema de SOS que alerta todos os utilizadores da Lemur num determinado raio de ação caso um animal tenha fugido ou desaparecido.

A aplicação está por agora apenas disponível para iOS. No vídeo em baixo pode ver uma pequena apresentação da Lemur, feita pela responsável pelo design do sistema.

Sem mais artigos