Animal Crossing New Horizons Happy Home Paradise

Animal Crossing: New Horizons – Happy Home Paradise – Análise

Animal Crossing: New Horizons saiu numa altura onde todos precisávamos de nos sentirmos mais ligados uns aos outros, e quase como um fenómeno, foi um êxito instantâneo trazendo alegria a muitos numa situação pouco menos agradável. Deu-nos dezenas, talvez centenas, de horas de entretenimento e continuou a dar por muitos meses, mas a certa altura, para muitos, parece que algo estagnou.

Segue o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Será que o novo Happy Home Paradise chega para voltar a ganhar o coração de quem tanto se apegou ao inicio?

.

Primeiro dia no trabalho

Happy Home Paradise é o primeiro DLC pago (e talvez último também) para esta franquia tão popular da Nintendo. Este sente-se como uma lufada de ar fresco para quem já se sente sobrecarregado na sua ilha ou precisa simplesmente de uma distração nova.

Viajamos até um arquipélago novo, onde iremos começar o nosso novo trabalho como… agentes imobiliários? Mais ou menos. Novas personagens – Lottie, Niko, e Wardwell – vão-nos guiar nesta nova etapa da nossa carreira a desenhar casas de férias para villagers! No nosso escritório, teremos um uniforme pronto a customizar, e também uma pequena loja com mobília rara (que todos os dias muda) que podemos comprar com Poki – a moeda utilizada neste arquipélago que vamos adquirindo com a construção de casas de férias para os residentes.

Segue o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

É verdade, neste DLC novo não temos maneira de ganhar Bells para usar na nossa ilha, o que ao inicio nos desapontou um pouco tendo em conta que por aqui não gostamos do negócio da troca de Nabos, e torna-se assim mais difícil fazer uma grande quantidade de Bells no jogo. Pouco depois, isso deixou de interessar.

Designs para todos os interesses

Desenhar as casa de férias é quase como o oposto de mobilar a nossa própria casa. Aqui, não temos de nos preocupar com bells, comprar a mobilia, etc. Cada villager tem um estilo específico e teremos acesso a vários objetos correspondentes a isso e podemos utilizá-los à vontade para decorar a sua casa de férias, sem quaisquer restrições para além do espaço. Isto dá-nos um à vontade enorme que não sentíamos ao mobilar a nossa própria casa, pois não temos que nos preocupar com o dinheiro ou andar à caça daquele sofá que nunca mais aparece no Nook’s Cranny.

Na praia desta ilha principal deste novo arquipélago, podemos encontrar os nossos potenciais clientes. Ao aproximarmo-nos deles conseguimos perceber os interesses deles e assim saber que tipo de casa de férias eles vão querer. Aqui é a parte divertida, pois conforme vamos fazendo mais casas de férias vamos adicionando ao nosso catalogo a mobília que os clientes anteriores desejavam para as suas casas, assim tendo sempre cada vez mais opções de customização a cada casa que decoramos.

Segue o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Cada cliente dá-nos no máximo 3 peças de mobília ao seu gosto que são obrigatórias colocar no design da sua casa. Para além disso, temos liberdade criativa total. Tanto podemos apanhar temas como castelos de gelo, florestas, casas assombradas, e outros gostos muito específicos… talvez demasiado específicos. Sem julgarmos ninguém, encontrámos um villager que queria que o tema da sua casa de férias fosse á volta de sanitas. Sim, sanitas.

Um novo começo

Animal Crossing New Horizons: Happy Home Designers abre-nos os horizontes no mundo da construção, introduzindo divisórias nas casas, como pequenas paredes ou pilares, permitindo-nos tornar o que antes era um quarto gigante num pequeno T0 ou até um T2, visto que podemos eventualmente sugerir que 2 villagers partilhem casa! Também podemos agora ter uma parede com um papel de parede diferente do resto, permitindo um toque mais único aos nossos designs. Conforme vamos desbloqueando estas novidades todas, lentamente vamos pode-las trazer para a nossa ilha e personalizar a nossa própria casa com estas ferramentas novas!

Segue o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Não ficamos por aqui também, após algum trabalho e progressão, finalmente conseguimos remodelar a casa dos nossos próprios villagers na nossa ilha principal, entre muitas outras coisas. Todas as novidades que vamos desbloqueando nesta expansão, iremos poder traze-las para a ilha. Desde conseguir polir mobilia, até os pilares e divisórias que falámos anteriormente.

Quantos mais habitantes temos no arquipélago, mais novidades temos. Ao chegarmos aos 6 clientes, somos convidados a construir e decorar uma escola na ilha. Mais tarde um café, um restaurante, e muitos outros tipos de edifícios. Basicamente, quantos mais clientes temos mais coisas ganhamos. Isto, para além do seu charme natural de Animal Crossing, incentivamos a continuar a jogar ao termos mais e mais por descobrir. Pouco a pouco, Happy Home Paradise começa a ser a nossa segunda casa.

Considerações Finais

Esta expansão consegue trazer imensos elementos novos à nossa rotina de Animal Crossing New Horizons, o que nos levou a apaixonar pelo jogo de novo. Tanto pela mobilia nova, uma localização nova, mais villagers para interagirmos com, ou simplesmente por estarmos fora da nossa ilha e termos um novo começo. Podemos estar a tratar das férias de outros villagers, mas na verdade esta expansão sente-se como as nossas próprias férias longe da nossa ilha em que já trabalhamos desde março de 2020.

Segue o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

O melhor disto, é mesmo trazermos tudo o que aprendemos e obtivemos de novo nestas férias para a ilha principal, e conseguir reanimar a chama que se apagou. Animal Crossing: New Horizons – Happy Home Paradise enriqueceu o jogo ao ponto de nos fazer querer voltar todos os dias. Vamos planear a tua casa de férias?

Clica na imagem para mais informação sobre as nossas classificações

+ Localização nova é refrescante
+ Sem limites para mobilar casas novas
+ Imenso conteúdo novo que pode ser trazido para a nossa ilha
+ Novas personagens adoráveis

– Não recebermos Bells mas sim Poki pelo nosso trabalho

N.R.: A análise a Animal Crossing: New Horizons – Happy Home Paradise foi realizada numa Nintendo Switch com uma cópia do jogo, gentilmente cedida pela Nintendo Portugal.

O Future Behind em "Dark Mode"