Razer Strider 00

Razer Strider – Análise

A fim de se conseguir atingir certos objetivos, muitas vezes é necessário comprometer outros. Isso é visível nos dias de hoje nas mais diversas áreas. Em telemóveis, que para terem mais funcionalidade necessitam de mais bateria, o que por sua vez irá aumentar o seu tamanho e o seu peso. Ou mesmo em portáteis, que para atingirem níveis de performance das torres necessitam de um sistema de arrefecimento mais elaborado a fim de conservar não só bateria mas também permitir uma melhor dissipação térmica que, caso seja mal feita, poderá afetar a sua utilização. Este problema faz com que muitas vezes sejam criadas gamas diferentes dos produtos. Linhas que dão prioridade às especificações do telemóvel, aumentando o seu tamanho ou reduzindo a sua bateria e linhas que dão prioridade à bateria e reduzem as especificações. E linhas que incluem portáteis com especificações mais modestas e bastante leves e baterias de longa duração e linhas com portáteis incrivelmente potentes mas mais pesados e com muito menos bateria.

Segue o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Analisando um componente de elevada importância para os gamers de PC, o tapete de rato, verificamos que esses compromissos também aí existem. Um tapete de rato de material duro é excelente para aqueles jogadores que querem um elevado nível de velocidade, reduzindo o atrito e permitindo reações mais rápidas. Por sua vez, caso o material seja mais suave, não sendo o ideal para situações de velocidade, oferece um maior controlo, permitindo que cada movimento do rato seja de alta precisão. Apesar de ser possível utilizar materiais que tentem equilibrar essas duas características, este processo requer um esforço elevado que poucos estão dispostos a ter, criando sempre este dilema. A fim de eliminar de vez essa necessidade de escolha, a Razer decidiu fazer a sua parte, criando o tapete de rato que oferece o equilíbrio perfeito entre velocidade e controlo, o Razer Strider.

Razer Strider 01

Características

TamanhoLarge (45 cm x 40 cm) e XXL (94 cm x 41 cm)
Espessura3 mm
Tipo de tapeteHíbrido
SuperfíciePoliester
Chroma RGBNão
P.v.P.€39.99 (Large), €59.99 (XXL)

O Razer Strider é um tapete de rato híbrido que promete o melhor de dois mundos, oferecendo o equilíbrio perfeito entre velocidade e precisão. O seu material permite que o jogador consiga deslizar o rato como se fosse um tapete de material duro com todas as vantagens de um material mais suave, como o elevado controlo e a possibilidade de ser enrolado e transportado para qualquer lado.

A sua base antiderrapante garante que este fica fixado na mesa, sem a possibilidade de deslizes acidentais. É resistente ao efeito de warp, ficando sempre liso mesmo após uso regular. Isto deve-se à sua construção de elevada qualidade, com bons acabamentos nos cantos e ainda com a sua resistência à água. Atualmente encontra-se disponível em dois tamanhos, com 45 cm por 40 cm na sua versão Large e uns respeitosos 94 cm por 41 cm na sua versão XXL.

O que achamos do tapete Razer Strider

A verdade é que um tapete de rato não costuma ser o item mais entusiasmante para se falar, mesmo que tenha uma importância significativa no mundo da alta competição. Tirando uma simples e elegante etiqueta Razer num dos cantos do tapete, o seu aspeto é bastante discreto, não tendo qualquer tipo de funcionalidade que o torne vistoso como o seu irmão mais velho, Razer Goliathus. No entanto, esse elemento não é algo que o deva desvalorizar, muito pelo contrário.

Falando do seu nível estético, o aspeto mais discreto é um ponto positivo na maioria dos utilizadores. Não existem cabos para o alimentar, tem uma cor uniforme que fica sempre bem e não é demasiado chamativo, funcionando bem como um complemento ao setup e não roubando o spotlight. O material é claramente de uma elevada qualidade, alisando-se imediatamente quando é colocado na mesa, mesmo após ter estado enrolado durante bastante tempo. Com várias horas de uso continua com um ótimo aspeto como se tivesse acabado de ser retirado da caixa.

Segue o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

A sua construção resistente à água também é um excelente ponto positivo, dado que o derrame de líquidos é um dos pequenos acidentes mais comum nos jogadores de PC. Lembrar sempre que uma boa hidratação é essencial. As suas costuras são também de elevada qualidade e bastante confortáveis, algo que o Razer Goliathus não tinha.

Razer Strider 04

No que diz respeito à sua performance, não tendo a possibilidade de fazer medições e testar todas as suas características. Contudo, é claramente notório que o deslizar do rato é bastante suave, principalmente quando comparado com o tapete de rato que costumo utilizar. É algo que certamente os jogadores mais exigentes e sensíveis conseguirão tirar proveito nas suas sessões competitivas.

Dada a sua simplicidade, não existe grandes pontos negativos a apontar. A ausência do popular Chroma RGB poderá ser algo que entristece vários utilizadores, mas é algo que beneficia o Strider. No entanto, o facto dos tamanhos disponíveis atualmente serem consideravelmente grandes é um ponto a ter em atenção, principalmente para aqueles que tenham uma mesa com pouco espaço.

Considerações Finais

O Razer Strider é um tapete de rato. Não é entusiasmante, não tem um conjunto de funções revolucionárias e não tem luzinhas. No entanto, o equilíbrio inovador que a Razer conseguiu atingir com este item, torna-o incrivelmente eficiente e claramente de altíssima qualidade.

Segue o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Todos os jogadores que se preocupam unicamente com a performance e que queiram ter a verdadeira diferença competitiva irão conseguir certamente tirar o proveito do fantástico equilibrio entre velocidade e precisão.

N.R.: A análise aos Razer Strider foi realizada com acesso a uma unidade do produto gentilmente disponibilizada pela Razer Espanha.

O Future Behind em "Dark Mode"