Google Stadia Portugal

Análise Google Stadia – O serviço da Google chegou a Portugal

Nasceu em novembro de 2019, e apresentou-se ao mundo como a plataforma que vinha para revolucionar a forma como jogamos e como olhamos para os videojogos. Agora, pouco mais de um ano depois, Google Stadia chega finalmente ao nosso país, abrindo assim ainda mais a porta do cloud gaming aos jogadores portugueses. Resta saber se o serviço, e a sua oferta de jogos, será o suficiente para levar os consumidores a apostar num em algo onde a consola é deixada de lado e os Teraflops são substituídos por Megabytes na escala de importância.

Siga o Future Behind: FacebookTwitterInstagram

Ao ser anunciada a data de lançamento original a equipa do Google Stadia já tinha dito ao FUTURE BEHIND que, embora Portugal não fizesse parte do lançamento em 2019, continuavam a planear lançar em mais países num futuro próximo. Já tivemos oportunidade de testar o serviço de cloud gaming da Google, uma experiência com pontos muito bons, mas outros que deixam a desejar.

O serviço Google Stadia permite-nos jogar em qualquer computador com Google Chrome, qualquer TV através de um Chromecast e qualquer telemóvel com o sistema operativo da Google, o Android. No entanto neste ultimo a qualidade do serviço possa variar em muito, tendo em conta as capacidades do próprio dispositivo.

Siga o Future Behind: FacebookTwitterInstagram

O Stadia chega com duas formas de jogar, uma gratuita e outra paga. Claro que existem diferenças entre as duas versões, ora vejamos:



Accounts

Free Trial

Projects

Storage

Domains

Stadia

Gratuito 

Stadia é gratuito e basta uma conta de Gmail para aceder à plataforma - basta um registo em Stadia.com

Compre e mantenha consigo os jogos que pretende jogar. 

Jogue gratuitamente Destiny 2: New Light 

1080p + 60 fps + som estéreo.

Adicionalmente, todos os novos utilizadores do Stadia recebem o acesso gratuito, durante um mês, ao Stadia Pro.

Stadia Pro

€ 9,99 / mensal

Oferece uma seleção de jogos gratuitos que podem ser guardados na sua biblioteca Stadia, com novos jogos a serem adicionados todos os meses (lista completa). 

Mantenha os seus jogos guardados enquanto mantiver a subscrição Stadia Pro ativa.


Resoluções até 4K + 60fps + HDR

Descontos exclusivos em jogos e acesso a Free Play Days para descoberta de novos jogos. 

Como já perceberam é fácil de entrar no serviço, o lançamento do serviço começa no dia 07/12/2020 às 17 horas, mas poderá demorar até 24 horas até estar completamente acessível, é importante ter isso em atenção na hora de entrar, pela primeira vez no serviço, caso o façam durante o dia 7 de dezembro. Antes de passarmos à nossa experiência, importa ainda referir que o serviço permite-nos jogar de rato e teclado, mas temos ainda a possibilidade de pegar em comandos como, por exemplo, o Dualshock 4 ou o comando da Xbox One. A lista de dispositivos e controladores compatíveis pode ser consultada – Aqui.

Como tecnologia está perto da perfeição

A primeira experiência que tivemos com o Google Stadia foi através de um jogo que todos podem experimentar assim que tiverem acesso ao serviço – Destiny 2. Entrar no jogo é tão simples quanto fazer login no serviço e, ao fazer browse, na biblioteca de jogos disponíveis selecionar o jogo pretendido. Ao entrar no jogo e experiencia é idêntica aquela que têm numa consola ou PC, sendo possível guardar o vosso progresso de forma a continuarem o jogo em diferentes secções ou até em diferentes dispositivos, já que o progresso fica associado à conta Google que usaram para criar o vosso acesso ao Stadia. 

Começamos a nossa aventura de rato e teclado, mas depressa passamos para o comando Xbox, simplesmente porque estamos habituados a jogar com comando. Não fosse a forca do habito e continuávamos a jogar de rato e teclado, porque de uma forma como outra, o nível de resposta foi bastante positivo, não existindo grande latência entre o momento em que damos a “ordem” e o momento em que o jogo responde a essa mesma ordem.

Trocar de jogo é simples e nem por isso demora muito tempo, basta selecionar um novo jogo e pronto… uma nova aventura, num novo mundo, a usar o mesmo comando, mas dentro da mesma plataforma. Para além dos jogos que existem na biblioteca Pro, os utilizadores Google Stadia podem ainda comprar os seus próprios jogos, sempre no formato digital, e jogar mesmo se decidirem deixar de pagar a subscrição Pro. Aqui, o único defeito é que ao deixar de pagar a subscrição Pro perdem o acesso ao 4K, passando a jogar a 1080p até 60 fps.

Siga o Future Behind: FacebookTwitterInstagram

Dando um exemplo: imaginem-se a comprar Cyberpunk 2077, a entrar na Night City como utilizadores Pro e passado um mês querem continuar a jogar, mas sem subscrição… o vosso jogo perde automaticamente o 4K e o HDR. Este pequeno, grande, pormenor é algo que podia ser visto pela Google, permitir que nos jogos comprados se possa manter as resoluções mais altas e o HDR, isto porque o jogador ao comprar um título numa plataforma acaba por se sentir no direito de jogar esse mesmo título da melhor forma disponível para a plataforma escolhida.

Durante o nosso tempo de análise, experimentamos vários jogos, desde títulos de plataformas a fps mais recentes ou até mais antigos, como foi o caso de DOOM 64. Todos eles se portaram em condições quando a jogar no browser e os momentos de menor qualidade de imagem, como texturas demorarem a carregar, ou até algum lag foram responsabilidade da nossa conexão à internet. Isto mostra que a tecnologia do Google Stadia está no ponto, mas que é importante ter uma boa, ou muito boa, conexão à internet se queremos tirar proveito máximo do serviço agora também oferecido em Portugal.

Google Stadia Portugal

Como biblioteca está longe da perfeição

Se até aqui tudo pareceu bem, a biblioteca presenteada aos subscritores da versão Pro do Google Stadia é o verdadeiro calcanhar de Aquiles do serviço que agora chega a Portugal. Não porque não existam jogos, porque até existem alguns jogos, mas a forma como grande parte dos mais recentes lançamentos chegam até aos subscritores do serviço mostra que o modelo de negócio do Stadia está longe de ser o melhor para o consumidor… e, não sendo o melhor para o consumidor, torna-se difícil atrair consumidores.

Jogos como Hitman e Hitman 2, Human: Fall Flat, Dead by Daylight, SUPERHOT Mind Control Delete ou até Sniper Elite 4 e Celeste estão disponíveis para serem jogados de forma gratuita para os subscritores do serviço Google Stadia Pro. No entanto, embora estejam disponíveis, os grandes lançamentos dos últimos meses, como Marvel’s Avengers, Doom Eternal, Watch Dogs: Legion ou até algo mais antigo como Red Dead Redemption II, tem que ser pagos… mesmo pelos subscritores Pro.

Siga o Future Behind: FacebookTwitterInstagram

Ao comparar o Google Stadia com outros serviços de subscrição, como é o caso do Xbox Game Pass, o serviço da Google fica claramente atrás no que toca à biblioteca que oferece aos seus subscritores, no entanto, acaba por ganhar quando olhamos para a oferta como uma excelente porta de entrada para o mundo dos videojogos. Dizemos isto porque, sendo através da versão Pro para aproveitar a biblioteca, o 4K, o HDR e ainda alguns descontos, ou através dos 1080p da versão gratuita, o Google Stadia é uma forma barata de ter uma boa “máquina” para jogar… seja no telemóvel, na TV ou no Chromebook (ou qualquer outro portátil de entrada de gama)… tudo aparelhos onde nunca pensamos ser possível jogar, sem acesso a uma consola ou hardware externo, títulos AAA com resoluções de 4K e 60 fps. 

 

 

patreon

Considerações Finais

Como já referimos durante a análise ao Google Stadia, a Google abre o mundo dos videojogos a quem não tem acesso a hardware para os jogar com condições ditas “normais” para os dias de hoje. Abre também a porta a jogadores casuais que não encontram necessidade de gastar algumas centenas de euros para conseguirem jogar uma ou duas horas por semana… com o Google Stadia a chegar a Portugal, este tipo de consumidores consegue encontrar aqui uma ótima opção de jogar aquele par de horas sem ter que pensar em adquirir hardware.

Siga o Future Behind: FacebookTwitterInstagram

Stadia pode também ser visto como uma boa ferramenta para chegar às comunidades, já que permite aos criadores de conteúdo facilmente interagirem e até jogaram com os seus seguidores. Cresça o serviço, crie uma melhor biblioteca e consiga, quem sabe, a adição de jogos como Fortnite e a Google em aqui uma pedra preciosa pronta a ser polida e a receber milhares de utilizadores em mercados como o que temos em Portugal, onde muitos jovens acabam por seguir os seus criadores favoritos mesmo quando não tem forma de jogar. A Google, com o seu Google Stadia pode mudar isso, é preciso querer.

nota 4 recomendado
Clica na imagem para mais informação sobre as nossas classificações

Clica na imagem para mais informação sobre as nossas classificações

+ Serviço gratuito pode abrir a porta do mundo dos videojogos para muita gente

+ Desempenho do serviço Pro é bastante constante 

+ Possibilidade de jogar em qualquer lugar através de 4G ou 5G 

– Biblioteca do serviço Pro deixa muito a desejar

– Jogos com maior qualidade gráfica podem sofrer um pouco caso a ligação à internet não seja a melhor. 

Siga o Future Behind: FacebookTwitterInstagram

N.R.: A análise ao serviço Google Stadia foi realizada através de acesso antecipado, gentilmente disponibilizado pela Google.