Let’s Sing 2022

Let’s Sing 2022 – Análise

O Karaoke é, provavelmente, das atividades de festa mais simples e divertidas. Um microfone, uma playlist, algumas (dependendo do grupo) bebidas e snacks e a diversão está garantida. A franquia Let’s Sing capitaliza em pleno os desejos dos aspirantes a Ídolo pelo mundo, trazendo agora a “nova” edição para 2022.

Segue o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Porquê o “nova” entre aspas, perguntam vocês? Bom, porque aparte da setlist renovada, as opções e os modos são exatamente os mesmos da edição de 2021.

Esta música é familiar…

Enquanto jogo separado da franquia, Let’s Sing 2022 é uma excelente opção para festas em casa, com amigos, ou para os fãs de música pop. As opções saltam entre o modo Lenda, onde podemos responder a diversos desafios que se vão tornando progressivamente mais difíceis ao longo do tempo, nivelando o nosso perfil para desbloquear mais opções de avatar.

9w1mRfb

Pelo meio, podemos também treinar em co-op, jogar contra amigos nossos, criar playlists e até mixtapes com cinco músicas no total. Os modos oferecem, também, vários minijogos que trazem alguma variedade ao ato de… bom, cantar, ajudando a quebrar alguma potencial monotonia.

Segue o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Porém, convenhamos: é um jogo de karaoke. Portanto, para o testar e, lamentavelmente para os vizinhos, tivemos que colocar as nossas cordas vocais e afinação à prova. A boa notícia é que, tecnicamente, funciona tudo bem. A má notícia é que não, não vos ajuda a cantar melhor.

Quem canta, seus desafios alcança

Para nos ligarmos ao jogo, precisamos de utilizar um de dois acessórios: ou microfones, ou o nosso smartphone. Infelizmente não conseguimos testar a primeira opção, pelo que nos ficámos pelos telemóveis.

LOKARnc

O som, fora um pequeníssimo lag ajustável, é captado sem qualquer problema e consegue discernir bem entre a nossa voz e a do nosso adversário. A app também funciona bem na generalidade, embora tenha acontecido, em Android e iOS, perder a ligação da Playstation 4 quando o ecrã se bloqueava.

É um pormenor, que com algum cuidado acaba por não incomodar, mas travou algumas sessões mais intensas de duetos e, num ambiente mais festivo, pode azedar o ambiente. O ideal será utilizarem um microfone para garantirem uma ligação constante.

Segue o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

A setlist é variada e claramente focada na geração TikTok. São muitos os êxitos nascidos naquela que foi a plataforma mais importante para a indústria musical em 2021, como a The Wellerman’s Song, ou Leave the Door Open. Mas os fãs dos clássicos podem ficar descansados: há também David Bowie, The Offspring e até Aladdin.

Naturalmente que o modelo de negócio de Let’s Sing encaixa na aquisição de blocos de música adicionais, o que em si não tem grande problema, faz parte deste tipo de experiências. O problema reside nas… diferenças entre edições.

A mesma música, em repeat

Como frisámos no início da análise, o que distingue Let’s Sing 2021 e 2022 são as músicas, o modo Playlist e é isso. Nada mais. A versão mais recente está também disponível para Playstation 5 e Xbox Series X / S.

Segue o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Se este é o primeiro jogo do género que adquirem, está tudo bem e passa a ser um detalhe, apenas. Contudo, não podemos deixar em branco esta decisão predatória da Voxler, principalmente quando visitamos os websites de ambas as versões. Os copies para cada feature são praticamente os mesmos, os ícones também e, até, o esquema de cores e de listagem dos temas disponíveis.

Apenas demonstra falta de cuidado para com uma comunidade de fãs de jogos de festas e karaoke, escudando-se na parca ausência de opções no mercado. Por muito bom que o jogo seja, é impossível analisá-lo sem ter em conta este detalhe. Se já tiverem a edição passada, a menos que seja mesmo fulcral terem uma playlist atualizada, torna-se um gasto desnecessário.

Considerações Finais

Let’s Sing 2022 corresponde ao que se propõe: trazer uma boa experiência de karaoke, com uma variedade interessante de temas para todos os gostos e vozes. É divertido, qualquer pessoa pode jogar e não é necessário adquirir acessórios extra.

Segue o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Porém, se já tiverem a edição de 2021, esta torna-se absolutamente redundante. É triste que assim seja e, embora percebamos que não existe muita alteração possível num género que, de si, não tem grande detalhe, é importante ter em conta o brio e o desejo de melhorar em cada iteração, claramente ausente nesta versão.


+ Boa variedade de géneros e temas musicais
+ Fácil integração com o smartphone
+ Excelente escolha para uma noite com amigos

– Nenhuma alteração face à edição anterior
– Demasiados DLCs com poucos temas
– É, essencialmente, o mesmo jogo que em 2021

N.R.: A análise a Let’s Sing 2022 foi realizada numa Xbox Series X com acesso a uma cópia do jogo gentilmente cedida pela Play&Game

O Future Behind em "Dark Mode"