Dyson Dicas Ar Puro

Dyson partilha dicas para melhorar a qualidade do ar em casa

Já por aqui fizemos a análise ao Ventilador Dyson Purifier Cool Formaldehyde que revelou ser uma excelente ferramenta para deixar o ar da casa com melhor qualidade e até conseguiu eliminar cheiros fortes de perfume ou até alimentos. Numa altura em que a qualidade do ar podia ser muito melhor do que aquilo que é, a Dyson partilha algumas dicas para melhorar a qualidade do ar em casa.

Segue o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

A marca partilha ainda alguns dados que mostram que “as pessoas passam em média cerca de 90% do seu tempo em espaços fechados e cerca de 14 horas por dia dentro das suas casas” pelo que é relativamente importante manter o ar, dos espaços fechados onde passamos grande parte do nosso tempo, com boa qualidade.

Dyson purifier cool formaldehydeDyson Purifier Cool Formaldehyde

A pensar nisso a Dyson partilha algumas dicas para melhorar o ar dentro das nossas casas:

  1. Ventilar de forma eficiente

Muitos edifícios modernos são hermeticamente selados, o que significa que não permitem a entrada de grandes quantidades de ar fresco, levando a que os poluentes interiores possam acumular-se. Para os remover, pode ventilar a sua casa com ar exterior, embora isso, por vezes, possa ser ainda mais prejudicial devido à poluição. É, portanto, aconselhável verificar regularmente a poluição do ar exterior e as concentrações de pólen para evitar a abertura de janelas quando estes níveis são elevados. Por exemplo, não é aconselhável abrir as janelas de manhã cedo e à noite, adotando um cuidado redobrado durante a estação do Verão.

  1. Eliminar o fumo

O aspeto mais importante para melhorar a qualidade do ar interior é manter uma casa livre de fumo. Isto reduz a exposição a elevadas concentrações de partículas e gases nocivos. Nas casas com fumadores, as concentrações de partículas finas são duas a três vezes mais elevadas do que nas casas de não fumadores.

  1. Escolher a mobília correta

Muitos produtos tais como tapetes e móveis emitem pequenas quantidades de formaldeído, um químico incolor, inflamável e de cheiro forte, utilizado para o fabrico de materiais e produtos domésticos. Por isso, deve manter a casa bem arejada quando coloca novos móveis ou tapetes pela primeira vez. Seria também importante escolher pavimentos de superfície dura em vez de tapetes, comprar móveis em segunda mão (após alguns anos, os produtos deixam de libertar formaldeído), ou procurar colchões feitos de materiais naturais, tais como algodão, lã e látex natural.

Com vista à eliminação do formaldeído, a Dyson criou um purificador – Dyson Purifier Cool Formaldehyde – cuja principal inovação é o seu sensor de formaldeído de estado sólido. Este sensor é concebido para destruir partículas poluentes COV e pode ajudar a eliminar completamente o gás residual de formaldeído que pode passar despercebido dentro de uma casa durante anos.

  1. Livrar-se do pó

O pó doméstico é uma mistura de sujidade, ácaros, pelo dos animais de estimação, pólen e outras partículas que também podem conter produtos químicos emitidos pela mobília, dispositivos eletrónicos, plásticos e tecidos. Para combater isto podemos adotar hábitos de limpeza regulares como limpar os tapetes, lavar a roupa da cama em água quente a 60°C uma vez por semana, deixar os sapatos à porta de casa e aspirar frequentemente todas as superfícies, pavimentos e colchões com um aspirador totalmente selado, que tenha o sistema de filtragem correto para prender eficazmente o pó – como o Dyson V15 Detect.

  1. Evitar produtos de limpeza potencialmente tóxicos

Opte por utilizar produtos de limpeza sólidos ou líquidos em vez de sprays. É também aconselhável utilizar a menor quantidade de produto possível, e abrir as janelas quando procede à limpeza. Em qualquer dos casos, a melhor maneira de evitar o contacto com produtos químicos nos produtos de limpeza é não os utilizar. Sempre que possível, utilizar água quente e produtos seguros (por exemplo, bicarbonato de sódio, sabão natural ou vinagre branco). Caso contrário, é melhor procurar produtos rotulados como aptos para alérgicos, uma vez que podem ter uma menor concentração de COVs e são frequentemente isentos de fragrâncias.

  1. Ter atenção ao cozinhar

Assegure-se que lareiras, fogões e fornos têm uma saída completamente selada para o exterior e são devidamente instalados, utilizados e mantidos. É também aconselhável instalar um detetor de monóxido de carbono ou outro dispositivo capaz de medir a qualidade do ar em casa em tempo real, e cozinhar com eletricidade em vez de gás para eliminar emissões adicionais. Dentro do possível, deve-se evitar queimar carvão e madeira para aquecer a casa.

  1. Evitar os espaços húmidos e a condensação

Bolores e ácaros prosperam em ambientes quentes e escuros, como os quartos, e também em lugares frios e húmidos, como a casa de banho. Uma das medidas que podemos tomar para o evitar é manter as cozinhas, casas de banho e corredores livres de tapetes, uma vez que estes são frequentemente locais húmidos, o que promove o crescimento de bolor. Também é útil fechar as portas da cozinha e da casa de banho ao cozinhar ou tomar banho para impedir a entrada de vapor nas noutras divisões, bem como abrir janelas, utilizar um purificador de ar ou exaustor quando se utilizam estas divisões. Finalmente, evitar secar roupa molhada dentro de casa ou em radiadores; é melhor secá-la ao ar livre.

  1. Ter atenção aos animais de estimação e às suas alergias

O pelo dos animais de estimação são alergénicos para muitas pessoas, e acumulam-se juntamente com os outros tipos de pó da casa. Medidas como manter os animais fora do quarto de dormir ou não lhes permitir sentar ou dormir nos móveis, podem ajudar a reduzir a poluição do ar. Por outro lado, não se esqueça da importância de aspirar frequentemente. Há acessórios como a mini escova motorizada do Dyson V15 Detect, que facilitam a remoção dos pelos dos animais graças ao seu desenho cónico.

O Future Behind em "Dark Mode"